+55 (11) 2103-4545contato@virtualgate.com.br

Endividamento já atinge metade das famílias

O número de famílias endividadas e inadimplentes aumentou em 2015 na cidade de São Paulo, de acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). Em dezembro do ano passado, metade das famílias tinham dívidas e 17% tinham contas atrasadas a pagar. No mesmo período de 2014, esses percentuais eram de 43,1% e 10,9%, respectivamente. Segundo a pesquisa, o número de famílias endividadas voltou a subir em dezembro após três meses consecutivos de queda. Na comparação com dezembro de 2014, a proporção de endividados cresceu 6,9 pontos percentuais. Em números absolutos, o total de famílias com dívidas passou de 1,546 milhão para 1,793 milhão.

Entre as famílias de baixa renda, a proporção de endividados se manteve estável em 53,2% em dezembro na comparação com novembro. Em dezembro de 2014 era 45,4%. Entre as famílias que ganham mais de dez salários, a parcela com dívida passou de 37,9% em novembro para 40,7% em dezembro. No mesmo mês de 2014, eram 36,4% do total.

Entre as famílias de baixa renda, a proporção de inadimplentes caiu de 20,8% em novembro para 19,7% em dezembro – em dezembro de 2014, o valor era de 13,6%. Já entre as de renda superior, a proporção subiu de 8,5% para 10,8% – em dezembro de 2014, estava em 4,3%. Entre as famílias com renda superior a 10 salários mínimos, a FecomercioSP chama atenção não apenas o crescimento da proporção de inadimplentes, mas também para a parcela que não conseguirá pagar as contas no próximo mês, que passou 0,8% em dezembro de 2014 para 2% em novembro e 4,6% em dezembro de 2015. Entre as famílias com renda de até 10 salários mínimos, a proporção passou de 5,4% em dezembro de 2014 para 9,5% em novembro e 8,3% em dezembro de 2015. Com isso, a proporção total de famílias que não terão condições de pagar as contas atingiu 7,3% em dezembro, o maior valor desde setembro de 2009.

 

Fonte: SBVC