+55 (11) 2103-4545contato@virtualgate.com.br

Comércio online em datas comemorativas impulsiona varejo

A experiência de compras nas datas comemorativas vem mudando significativamente nos últimos 5 anos. Com a explosão do e-commerce nos feriados tradicionais, as redes varejistas passaram a criar eventos próprios a fim de impulsionar as compras online. Um case marcante é o exemplo do grupo Alibaba que lançou em 2009 a campanha 11.11 Shopping Festival on China’s Singles’ Day, que acabou se tornando a maior data mundial do e-commerce por promover anualmente 24 horas de liquidação. Seja tradicional ou criado e incentivado pelo varejo, o importante é que os comerciantes reconheçam esta tendência crescente das datas comemorativas quando forem mapear suas estratégias anuais de marketing digital.

Para entender este comportamento, a Sociomantic Labs, líder em soluções de marketing programático para empresas, criou um infográfico que destaca os hábitos de consumo de compras e estatísticas-chave do e-commerce das melhores datas de compras no mundo.

O mercado brasileiro já apresenta bons exemplos desta tendência. Um deles é a Black Friday, que vem se firmando há alguns anos. Em 2014, por exemplo, o varejo online brasileiro vendeu R$ 1.16 bilhão na Black Friday, registrando um crescimento de 51% quando comparado com 2013. Além disso, no ano passado, 18% dos 1.2 milhão de shoppers das promoções da Black Friday compraram de varejistas online pela primeira vez, mostrando mais uma vantagem do marketing nos Shopping Holidays. Outro exemplo é a Cyber Monday, que ganhou popularidade também na América Latina e na Europa. No Brasil, em 2014, as vendas do Cyber Monday resultaram em $58 milhões (dados do Profissional de E-commerce).

Veja abaixo quais as principais datas do comércio detectadas pela Sociomantic:
• Liquidação de verão
• Ano Novo Chinês
• Volta às aulas
• Dia da mulher
• Páscoa
• Dia das mães
• Dia dos namorados
• Dia dos pais
• Dia das crianças
• Divali – festival das luzes na Índia
• Dia dos solteiros da China
• Dia de ação de graças, Black Friday, Cyber Monday e GOSF (Grande Festival de Compras Online, promovido pelo Google, na Índia)
• Hanukkah, Natal, Kwanzaa (celebração afroamericana) e Boxing Day

Abaixo listamos as três principais dicas para as empresas manterem a competitividade nas datas comemorativas:

1. Antecipe suas ações de marketing
Os varejistas estão começando a perceber a importância de prospectar clientes com antecedência se quiserem garantir conversões em vendas. Para garantir que estão preparados para amplificar e modernizar suas estratégias durante essas épocas de consumo intenso, é essencial que os anunciantes testem novas tecnologias com tempo suficiente para aprender as melhores práticas e aperfeiçoarem seu trabalho de acordo com suas observações. Para a maioria das estratégias de marketing baseada na coleta de dados, três meses de “aquecimento” são o mínimo recomendado para a realização de testes.

2. Vá para o mobile
À medida que sair de casa para fazer compras nos Shopping Holidays torna-se mais caótico, estratégias para mobile web e apps podem fazer toda a diferença para captar a atenção dos consumidores. É essencial que o anunciante esteja totalmente preparado para relacionar-se com clientes em qualquer cenário, seja checando ofertas no smartphone, aproveitando intervalos no dia de trabalho para conferir bons negócios em seu tablet ou se preparando para um dia de compras em seu PC. Estratégias inteligentes, baseadas na coleta de dados, voltadas para o conforto do cliente, que abrangem todos os dispositivos, farão toda a diferença.

3. Personalize para se destacar
Com tanta competição nesses períodos, os varejistas devem encontrar um jeito de se destacar. A personalização baseada nos dados do consumidor – nos sites, apps e nas redes sociais — é essencial para obter conversões de clientes, considerando que os outros varejistas estão a alguns cliques de distância. Novas tecnologias como a publicidade programática possibilitam que os varejistas usem CRM e outros dados proprietários para criar anúncios personalizados em tempo real, tanto para consumidores em potencial quanto para clientes existentes.
Fonte: Proxxima